Badisch-Südbrasilianische Gesellschaft
 

 

De refugiados à previligiados

Philippsburg - 28.08.2010 - Exposição sobre Emigração de Baden em Philippsburg
 
A exposição itinerante da BSG está atualmente no saguão da Prefeitura de Philippsburg e pode ser visistada até o dia 16 de setembro, conforme os horários de abertura da prefeitura. O presidente da BSG, o prefeito a.d. Egon Klefenz agradeceu ao prefeito Stefan Martus pelo apoio recebido. Ao som de músicas sul - americanas um trio de saxofones e o grupo rítmico da Escola de Música e Artes de Philippsburg, sob a regência de Willi Ester, saudou o público presente na abertura do evento. A exposição faz parte dos preparativos das comemorações dos "150 anos da imigração de Baden", a ser realizado em novembro em Santa Catarina.
 
Apesar das inimagináveis dificuldades em 1860, mais de mil pessoas da região de Bruchsal, realizaram a viagem de navio. Também das localidades de Philipsburg, Huttenheim e Rheinsheim são conhecidos duzias de sobrenomes de emigrantes. Uma vez no Brasil, os imigrantes começaram do ponto zero a criar uma nova e boa existência, a qual foi conquistada pela maioria. Diz-se que aproximadamente um em cada dez brasileiros têm ancestrais alemães.
 
O prefeito Martus tomou a história de sucesso dos imigrantes alemães como exemplo a ser seguido pelos imigrantes que vivem hoje na Alemanha para que “também aproveitem as chances dadas por este país de imigrantes”.
(Artigo cordialmente cedido por Manfred Reeb)


 

(da esquerda para direita): Dieter Haas (Philippsburg), Egon Klefenz, Prefeito Stefan Martus (Philippsburg), Helmut Barth (Huttenheim) e Alois Riffel (Karlsdorf-Neuthard).
 


notícia anterior próxima notícia
voltar ao topo
 
 
    Version 2.85  vom  22.07.2021
© 2021 Badisch-Südbrasilianische Gesellschaft e.V.