Badisch-Südbrasilianische Gesellschaft
 

 

Abertura da exposição em Dettenheim

Dettenheim - 16.07.2010 – Apesar da alta temperatura, o prefeito Hillenbrand deu as boas-vindas aos cidadãos que compareceram na Câmara Municipal para a cerimônia de abertura da exposição. Saudação especial foi dirigida ao Parlamentar Estadual sr. Dr. Christoph Schnaudigel, aos representantes da Badisch-Südbrasilianischen Gesellschaft, Robert Straub, Alois Riffel e Dr. Lothar Wieser, coordenador da exposição e do Departamento de Pesquisa sobre os Emigrantes, bem como ao visitante de Brusque - Santa Catarina (Brasil) Luis Gustavo Schlindwein.


 

(von liks nach rechts) Bürgermeister Hillenbrand (Dettenheim), Landrat Dr. Schnaudigel, Dr. Wieser, Vizepräsident Straub und L. G. Schlindwein
 

Em seu discurso de boas-vindas, o prefeito Hillenbrand deixou claro que Dettenheim tem uma relação muito especial com esta exposição. No livro "Im Sonnenland Brasilien" ("Na terra do sol, Brasil") Karl Heinrich Oberacker, de Liedolsheim, descreve sua viagem e os anos de permanência no Brasil, onde trabalhou como pastor evangélico em comunidades alemãs. A exposição foi aberta com a música brasileira "Tico-tico no fubá", interpretada pelo músico brasileiro residente em Karlsruhe, Aldo Martinez. Robert Straub, vice-presidente da Baden-Südbrasilianischen Gesellschaft, falou sobre a fundação da BSG em 2007 e dos objetivos da entidade os quais são manter os contatos já existentes com os descendentes de emigrantes de Baden na região sul do Brasil, promover o ensino da língua alemã, organizar programas de intercâmbio e naturalmente pesquisar o movimento migratório no século 19. Da mesma forma procura-se divulgar em Baden através de diversas atividades e iniciativas, a história e o desenvolvimento dos emigrantes saídos de Baden para o sul do Brasil. Dentro da BSG foi criado o departamento de “Pesquisa de Famílias" onde procuram ser esclarecidos os elos famíliares, os acontecimentos históricos e o intercâmbio das árvores genealógicas. A BSG procura ajudar também em casos de catástrofes naturais, como quando ocorreu o deslizamento de terras em SC no ano passado. Depois de "Carinhoso", uma canção romântica brasileira, o Dr. Christoph Schnaudigel agradeceu à BSG pelo trabalho realizado e ressaltou a importância do intercâmbio entre os povos no mundo globalizado em que vivemos. Os contatos com um país emergente como o Brasil, abrem futuras perspectivas econômicas para nossa região Com base em diversos relatórios, o Dr. Lothar Wieser falou sobre a época e a vida das pessoas há 150 anos atrás. As condições de vida existentes no sul do Brasil naquela época, estavam longe de ser algo fácil, apesar de haverem positivos relatos. Muitos naturalmente se perguntam o que havia de tão atraente no Brasil, numa época em que por aqui roubos e fome regiam o dia-a-dia e as chances de sobrevivência eram reduzidas. Apesar dos problemas iniciais muitas famílias de emigrantes conseguiram prosperar e enriquecer. Dr. Wieser descreveu o desenvolvimento do sul do Brasil como uma bênção para o país. Através da imigração formou-se uma nova classe média e a mão-de-obra profissionalizada ganhou seu reconhecimento, sem precisar recorrer à escravos e trabalhadores diaristas.
 
Como resultado do interesse mútuo na Alemanha e no Brasil, a exposição ilustra em dez painéis a história da emigração e seu desenvolvimento. Com a criação de uma entidade co-irmã em Santa Catarina selou-se a base para uma cooperação. Também neste Estado brasileiro ocorrerão neste ano festividades alusivas aos 150 anos de imigração de Baden. Antes do prefeito Hillenbrand dar como aberta a exposição, Aldo Martinez tocou a música "Garota de Ipanema", uma canção brasileira, no estilo jazz, cuja autoria é reclamada pelos norte americanos. No entanto, as raízes brasileiras são claramente visíveis e identificadas. Com um pequeno coquetel os visitantes puderam apreciar a exposição e se envolver em interessantes diálogos. A exposição estará até o dia 23 agosto de 2010 na Prefeitura Municipal de Liedolsheim, seguindo após para Philippsburg, Graben-Neudorf, Waghäusel e Bruchsal.
 
(Texto parcialmente transcrito do artigo da sra. Schindler e gentilmente cedido para publicação)


notícia anterior próxima notícia
voltar ao topo
 
 
    Version 2.85  vom  22.07.2021
© 2021 Badisch-Südbrasilianische Gesellschaft e.V.